quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Aquaeductus

Hoje vou abrir-vos estas portas!

 
Muitas pessoas não sabem mas é possível atravessar o Aqueduto das Àguas Livres.
Foi contruído por ordem de D. João V entre 1732 e 1748 o Aqueduto abastecia de àgua a cidade de Lisboa.  O Aqueduto das Águas Livres tem 14 kilómetros de comprimento, de Belas às Amoreiras, com os acrescentos dos ramais totaliza 58 quilómetros.
Arcaria do Vale de Alcântara tem 35 arcos dos quais 21 de volta perfeita e 14 ogivais.


Para além de ser um dos ex-libris de Lisboa também é das obras mais notáveis de engenharia hidráulica. 
Em 1853, foi proibida a passagem devido aos crimes de Diogo Alves, este assaltava as pessoas e atirava-os do aqueduto.
 
Por cima dos arcos há dois passeios que serviam de passagem para quem se deslocava para o centro da Cidade.
Hoje em dia, esta Arcaria oferece um surpreendente passeio a quem a visita, cerca de 1km para cada lado. Adorei atravessá-lo!

 
 
 




 
 
 
Toda esta àgua iria desabar na Mãe d´ Àgua, um marco na história do Sec. XVIII, foi construído para receber e distribuír as àguas que vinham do aqueduto, o reservatório foi concluído em 1834. A arca de àgua tem 7 metros de profundidade e capacidade para 5500m3. Tem ainda uma cascata central e um terraço panorâmico que merece ser visitado.
 
E assim foi a minha tarde! Cultural e tão nossa!
Visitem o que temos de melhor e que ficou para a história! Perfeito para levar crianças! Aventurem-se!

Sem comentários:

Publicar um comentário